segunda-feira, 26 de março de 2007

Pequeno tributo a Miguel Baptista Pereira

Deixou-nos no passado dia 5 de Março, um dos maiores filósofos portugueses do séc. XX. Quem teve o privilégio de o ouvir e ler (para um pequeno exemplo), de se deixar extasiar com a fortaleza do seu pensamento vívido, não poderá deixar de lhe prestar uma sempre pobre homenagem face ao avultado imenso da sua generosidade intelectual, cujo pensamento nos conduzia, de modo incomparavelmente aprofundado, pelos temas mais permentes do tempo que nos percorre.
Um dia, pela tarde, nas suas aulas de Antropologia Filosófica, na Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra, interpelou os seus alunos, mais ou menos assim: "imagine-se a quantidade de cérebros humanos, que deixaram de funcionar, sem terem sido plenamente utilizados!" Como seria bom para cada um e para a humanidade, se um maior número de pessoas pensasse mais profunda, serena, mas rigorosa e sistematicamente...! Que para tal contribua um bom sistema de ensino! O doutor sereno mas transbordante é modelo mais que reconhecido (ver, por exemplo, aqui e aqui) de pensamento profundo, investigação rigorosa e ensino sério.

6 comentários:

Anónimo disse...

Tive a sorte e o raro privilégio de ter sido aluno do prof.Miguel Batpista Pereia em 1999,na cadeira de Antrop.Filosófica. I.Silva.

Anónimo disse...

O prof.Miguel Baptista Pereira,foi o melhor professor que tive ao longo da minha carreira de estudante.A sua extraordinária sapiência,generosidade,espírito crítico, simplicidade,tolerãncia e humanidade ,marcaram a minha personalidade e a minha forma de ver o mundo,tambêm havia alunos que não gostavam dele´´nunca se pode agradar a gregos e troianos´´.Um grande mestre e um grande amigo...Até sempre...I.Silva.

Anónimo disse...

Na passagem de mais um aniversário da morte do Prof.Miguel Baptista Pereira,quero recordar uma vez mais a figura do professor e do mestre como um dos maiores representantes do pensamento Filosófico Portugês do séc.xx. Até à eterndade... Mestre !!!!! I.Silva.

Ilidiosilva Silva disse...

Presto uma vez mais a minha homenagem ao Prof. Miguel Baptista Pereira,na passagem de mais um aniversário da sua morte.Nunca é demais recordar a figura ímpar do Prof.M.B.P. como homem,como humanista,pedagogo e homem de ciência .Uma das figuras mais marcantes da Filosofia e do conhecimento do sec. xx em Portugal. Obrigado mestre. Até sempre. I.Silva.

Anónimo disse...

Passados dez anos após a sua morte, recordo uma vez mais a figura do homem,do mestre e do amigo, sempre solidário com o "outro", obrigado mestre ,até sempre....I.Silva.

Anónimo disse...

Oh coitado !!!!Exclamou ele um dia em 1999,no final duma aula de Antropologia Filosófica,quando lhe contei histórias da minha vida ...contou também histórias da vida dele,quando teve de imigrar para França, era uma figura muito incómoda para o estado novo, conviveu com grandes mestres da filosofia contemporânea europeia, Sartre e M. Heidegger ,tendo sido aluno deles no seu exílio em França e Alemanha. Era um homem muito solidário e teve um gesto nobre, quando um dia lhe disse que não poderia assistir a todas as suas aulas e teria que fazer exame final ,ou apresentar um trabalho,ok!Então vais levar estes livros e quando tiveres o trabalho pronto, vens cá para marcar a sua apresentação. Assim aconteceu , fez então uma simples pergunta, conversámos acerca de diversos assuntos e no final disse-me então; vai á tua vida, boa sorte e fica descansado ...Mestre... Até sempre.I.Silva.